Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu doce olhar

A vida é muito louca! As pessoas estão loucas!!! Calma.... Respirem fundo, há força ninguém vence! Quem vence é a paixão e a precistencia! Aqui apenas pretendo colocar os Pensamentos de uma alma

O meu doce olhar

A vida é muito louca! As pessoas estão loucas!!! Calma.... Respirem fundo, há força ninguém vence! Quem vence é a paixão e a precistencia! Aqui apenas pretendo colocar os Pensamentos de uma alma

A felicidade e um copo de vinho!

Valentina, 27.03.19

 

Chega a uma fase da vida em que só queremos paz, uma taça de vinho e uma boa dose de amor!

A maioria de nós, pelo menos a minha geração, cresce a aprender a amar e valorizar as mais pequenas coisas. Amamos muito os nossos pais, avós e amiguinhos da escola e conseguimos ficar mais contentes com uma tarde bem passada num parque do que com aquela consola de última geração.
Depois crescemos, passamos de pitos para galos, e admiramos os brinquedos dos nossos amigos. Quando os temos, sentimo-nos os “reis do pedaço”, com todas as atenções viradas para nós, sem saber muito bem se gostamos mais do “brinquedo novo”, da atenção dos amigos ou até da ilusão de amor que tais momentos nos proporcionam.
Criamos a nossa roda de amigos, somos senhores daa verdade e do poder, completamente inseparáveis, criamos conexões inquebráveis. Mas com o tempo, tais conexões, revelam-se apenas simples ligações, que se ligam e desligam consoante os interesses. Mas está tudo bem, nós entendemos, são coisas normais e nós adoramo-nos todos na mesma… só que não…
Com a maturidade devemos ir descobrindo que afinal nada daquilo era realmente o que parecia ser: afinal uma boa parte dos nossos amigos não o eram, ou até eram enquanto que tivessem contrapartidas. Nem que essa contrapartida fosse apenas um ombro amigo sempre disponível, ou então alguém que erradia felicidade, boa disposição, ou vontade de fazer aquilo que mais ninguém quer fazer.
Chegamos aquela idade em que só queremos assentar, aquela idade que eu falava no inicio do texto. E vai daí a conta bancária já não é a mesma porque há contas para pagar, iniciamos uma vida a dois, e muitas vezes descobrimos que nem tudo é assim tao simples, então, amigos vão se separando porque nem todos temos esse timing ao mesmo tempo. Com a maturidade a surgir, descobrimos que além dos amigos que ficaram pelo caminho por causas naturais, à tantos outros que também por lá vão ficar.
Fazemos então a seleção de quem e do quê que queremos manter nas nossas vidas. Com o tempo, vamos aprendendo que o importante não é ter, é ser: ser genuíno; ser constante; ser o pai ou a mãe que estão sempre lá; ser o filho que cuida e que se preocupa; ser aquele que proporciona bons momentos.
A vida é cheia de intensidades, mas altos e baixos já não nos interessam. Voltamos a aprender a viver. De repente olhamos para traz e rimo-nos muito do que já fomos, pois temos de passar por tudo isso, mas também sabemos que não há dinheiro nem sensação que pague “a felicidade e um copo de vinho” mesmo que seja num lar pobre em objeitos mas rico em sensações boas.
Pelo menos era assim que devia de ser. Boas energias atraem coisas boas. Mas... o mundo e5sta corroído pelo poder, pelo egocentrismo. Todos querem um bom carro, uma bela casa, dar brinquedos caros aos filhos… .. Talvez toda a angústia e depressão em que as pessoas vivem, venha apenas de uma busca constante do prazer, em vez do preenchimento. E talvez isso também se deva a toda a facilidade que há agora em encontrar esse prazer.
Passamos a vida em busca desse prazer intenso e depois vamos ao fundo do poço com mais facilidade. O preenchimento é linear, tem prazer, tem tristeza mas é tudo muito mais constante, muito mais verdadeiro e muito mais puro. Para alcança-lo temos de ser resilientes, prescientes, e objetivos, fazendo o que tem de ser feito e não apenas procurar os picos de prazer momentâneos:
“Deixe o prazer para consequência, e não como objetivo!” Gabriela Stapff

1553703838779727252591.jpg

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.